terça-feira, 8 de setembro de 2009

Edema macular cistóide- causas, síndrome de Irvine-Gass, diagnóstico e tratamento

O edema macular cistóide é um sinal clínico, oftalmoscópico, visto na área macular que aparece em diferentes doenças retinianas (doenças inflamatórias, vasculares, pós-trauma e cirurgia, associadas à intoxicação medicamentosa e distrofias retinianas). Quando o edema macular é decorrente de cirurgia de catarata, ele é chamado de síndrome de Irvine – Gass.

Independente da causa sabe-se que há acúmulo intrarretiniano de exsudatos lipídicos e protéico em um padrão policístico que se assemelha à aparência de uma flor com suas pétalas.

Dois principais fatores incriminados na patogênese do edema macular cistóide: tração vítreomacular e inflamação mediada por prostaglandinas.

Sintoma de borramento visual é a principal queixa. O exame de fundo de olho pode ser normal. O diagnóstico clínico acurado é feito pela angiofluoresceínografia que mostra o vazamento do corante, dando nas fases tardias do exame, o aspecto petalóide do edema. A medição do EMC , na atualidade , pode ser realizada através de duas técnicas : Tomografia de Coerência Óptica ( OCT ) e pelo Analizador de espessura retiniana de Zeimer, com representação tridimensional.

O prognóstico depende da causa. Uma das complicações mais comuns após cirurgia de catarata é a síndrome de Irvine-Gass(incidência do edema macular na angiografia em 50 a 70% dos pacientes nos primeiros meses após cirurgia). A maioria dos edemas após cirurgia de catarata tem melhora clínica e angiográfica espontânea com boa recuperação da visão, em 1 ano. Os edemas cistóides de mácula secundários à inflamação, graves vasculopatias são de difícil manuseio clínico e terapêutico, com tendência a cronificação e possíveis de causar seqüela visual permanente.

Tratamento:
1) Tratar a doença de base.
2) Medicamentoso: drogas anti-inflamatórias não esteróides (inibidores da ciclooxigenase) e esteróides; inibidores da anidrase carbônica via oral ou tópico.
3)Oxigênio hiperbárico: o uso de oxigênio hiperbárico pode trazer melhora considerável nos casos de EMC persistente, mormente, por tromboses venosas, e já submetidos a fotocoagulação em grade.
4) Fotocoagulação retiniana (laser) indicado no tratamento do edema macular cistóide secundário à oclusão de ramo venoso, diabetes mellitus, doença de Coats e telangiectasias retinianas.
5) Vitreólise por yag-laser: rompimento de traves vítreas encarceradas na ferida cirúrgica pode melhorar alguns casos.
6) Vitrectomia via pars plana: remoção cirúrgica do vítreo encarcerado na ferida cirúrgica.
7) Injeção intravítrea de triancinolona: uma das complicações mais freqüentes é o aumento da pressão intra-ocular.

2 comentários:

  1. Bom dia Fabiana.

    Sou médico hiperbaricista e estou tratando um paciente com edema macular cistoide com oxigenoterapia hiperbárica. Paciente com uso crônico de corticoesteroides e diagnóstico etiológico ainda não definido ( incialmente pensava-se em auto imune e agora existe uma possibilidade de TB / uveite posterior)

    Iniciamos o tratamento com protocolo de sessões de 2 horas e pressão de a ATA.

    A resposta ao tratamento foi praticamente imediata , houve recuperação progressiva da acuidade visual e a regressão do edema macular após 10 sessões .

    Agora paciente está retirando corticoesteroide ( estava com 60 mg vo / dia) e continuando com a câmara.

    Me parece até este momento que o efeito de vasoconstricção secundária a hiperoxigenação leve a uma redução rápida do edema .

    Não tenho nenhuma referencia quanto a efeitos
    de longo prazo.

    Agradeço de vc. tiver artiguos ou publicações que possa me encaminhar.

    Att.

    Carlos

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde, meu nome é Eliana e depois de fazer uma cirurgia de catarata, um modelo raro de catarata. Depois de mais de 2 anos, apesar de me queixar com o médico sobre a minha visão turva, ele recomendou um exame OCT e diagnosticou esse edema. Sobre a cirurgia, não sei se devo fazer, pois na cirurgia da catarata, também tive problema nesse olho. No direito, ocorreu tudo bem, esse olho a cirurgia foi difícil, a recuperação, a pressão subiu. Não sei se devo mexer mais ou

    ResponderExcluir